13 de agosto de 2007

Conversa de Busão - Ingratidão

Dois amigos conversando.

- Você vê como o ser humano é ingrato. Eu tenho uma vizinha, mora lá na vila há muitos anos, faz uns seis meses quebrou o pé, o tornozelo, sei lá.
- Hum-hum
- Precisava fazer fisioterapia e não tinha quem levar. Falei: Deixa que eu levo. Sei que fiquei dois meses, levando a mulher até o Cambuci, todo santo dia, nunca cobrei uma gasolina, nada.
- Hum-hum
- Aí, ontem eu fui falar com ela, se ela não queria passar umas roupas lá em casa e ela me cobrou trinta contos!!!
- Hum-hum
- Falei que pagava vinte e ela não quis.
- Hum-hum
- Trinta contos!!! Pra passar uma meia duzia de roupas. Ela ia levar o que, duas, três horas... Não quis. Quem é que ganha trinta contos pra trabalhar duas horas?... Se ela desse valor pro que eu fiz por ela, nem cobrava, ia em casa e passava tudo de graça.
- Hum-hum
- Não tô falando isso pra cobrar. Eu fiz o que fiz por ela de coração, mas tenha dó!
- Hum-hum

Nenhum comentário: