5 de outubro de 2007

Depoimento - Seu Alexandre - Vigia noturno da Fábrica de Parafusos PGD

Olha, se eu disser pro senhor que não tenho medo, vou estar falando mentira. As vezes dá medo sim.... A rua é escura e de vez em quando passa uns carros com o escapamento estragado, solta aquele pipoco: Pah!!! Aí assusta mas, graças a Deus, já tô nessa profissão a trinta e sete anos e nunca tive nenhum problema.

* * *

De fantasma? Cê tá brincando comigo, senhor? Eu tenho medo é de gente viva, gente morta não faz mal pra ninguém... Cê conhece alguém que morreu por causa de que viu fantasma?.. Só nos filmes, tô certo?

* * *

Estória tem... Tem o vigia ali de baixo, do estacionamento, que se pela de medo dessas coisas. Outro dia ele disse que viu a Dona Cecília rondando a rua, de camisolão... Na época, essa dona Cecília tinha morrido fazia um mês, mais ou menos... Cê acredita num troço desse? (ri alto) A veinha era chegada numa caninha. Morreu de cirrose. As vezes ela ficava bebendo com a gente até umas horas, saía tortinha... Coitada da velha.... Mas eu não acredito nesses negócios. Só acredito em Deus Nosso Senhor Jesus Cristo, que veio pra terra é pra salvar nós. O resto, é o homem que inventa, mesmo.





Nenhum comentário: