21 de janeiro de 2011

Papo de Boteco. A enfermeira

- Você viu a enfermeira que foi suspensa só porque trepou com um doente terminal.
- Eu vi. Isso é a bondade humana. O cara lá, nas últimas implorando pela  derradeira bingolada e a enfermeira fala: tamos aí.
- Eu fico imaginando um cara que está naquela situação periclitante em que o membro não colabora, lendo uma notícia dessa: pô, até um doente terminal comparece.
- Problema, cara, é um problema!.. Agora, essa enfermeira, hein, devia ganhar o prêmio Nobel.
- Qual categoria?
- Sei lá. O prêmio Nobel coração de ouro... A Madre Teresa ganhou qual Nobel?
- Ela ganhou o Nobel?
- Ganhou vários.  Enfim, voltando a enfermeira, é disso que o mundo precisa, pessoas dispostas a se doar pelas outras.
- O mundo é cruel. Sabe o que ela ganhou em troca desse ato? Suspensão.
- Suspensão. Eu vi. Agora, olha só, ela só será suspensa se for provado que ela deu no horário do expediente, se foi no horário de visitas, beleza.
-  Esses americanos levam muito a sério esse negócio de cumprir o expediente. Se eu não me engano, foram eles que inventaram o cartão de ponto.
- Esses caras estão a serviço do satanás. Ve se isso é coisa que se invente.
- Pode crer.

Nenhum comentário: