11 de fevereiro de 2011

Criativos do botequim - Cerveja Hiperbólica III

- O cliente gostou da idéia da Ivete, mas ele quer mais.
- Mais?
- É, ele falou que está chegando o carnaval e quer lotar o camarote de artistas.
- Vai ser difícil tirar os caras do camarote da concorrência.
- Ele está disposto a pagar o que for pra montar um camarote de responsa. A exigência é essa: participou do comercial, tem que entrar no camarote.
- Menos a Ivete.
- A Ivete e o Carlinhos Brown  estão dispensados, mas vão ter que fazer a deles em Salvador.
- Carlinhos Brown?
- O cara é fã.
- Tudo bem. Pagando... Quem mais ele quer?
- Ah, uns músicos da moda, atores globais... A Cléo Pires...
- Ela não vai topar. Tem aquele lance do pai...
- Veja bem, ela falou que não faz comercial de bebidas. A gente tenta convencer ela que essa cerveja não é bem uma bebida... Tem gosto de remédio.
- Boa! tem toda razão... Mas, esse pessoal vai cobrar um puta cachê. Fazer um comercial de cerveja é uma coisa, a pessoa aparece com a lata na mão e finge que toma. No camarote ou você bebe ou passa o carnaval a seco.
- Vão ter que tomar muita caipirinha pra aguentar...
- Vamos chamar  o Zeca Baleiro?
- Zeca Baleiro, Ivete e Carlinhos Brown... Taí uma mistura que vai ficar tão boa quanto o produto que anuncia!
- A idéia é a gente fazer um trocadilho. Tipo: "olha o Zeca chegando", o pessoal estranha, pensando que é o Pagodinho. Aí a Ivete fala: o Baleiro!
- Meu, essa é a idéia mais idiota que eu já ouvi. Se fizer um lance desse, todo mundo vai lembrar da concorrente.
- Eu sei, mas eu te garanto que o cliente vai adorar.
- Bom, disso eu não duvido. O cara é louco.
- Pode ter certeza.
- E então, o que ficou resolvido?
- Ficou resolvido que eu vou tomar uma vodca com suco de laranja.
- Pede um conhaque com limão pra mim, então.

Nenhum comentário: