15 de março de 2012

Papo de boteco - Aranhas e Duendes

- Veja bem, o Homem-Aranha ganha super poderes depois de ser picado por uma aranha, certo? Ele ganha os poderes da aranha, não é isso?
- É isso aí.
- Então eu te pergunto: se as aranhas são tão poderosas assim, por que elas ainda não dominaram o mundo?
- Como é que é?
- Pense a respeito, pense a respeito...
- Não tem o que pensar, cara, a aranha é desse tamanhico.
- Ah, tá, por essa sua teoria a girafa seria a soberana com o tamanhão dela.
-  Não, veja bem, o que faz do Homem-Aranha um super-herói é o fato de ele ser híbrido, meio homem, meio aranha. Poderes de aranha com inteligência humana.
-  Ah, já saquei, você é do tipo que acha que só você pensa.  A aranha não tem capacidade nenhuma de raciocínio. Ela precisa ser meio humana pra conseguir alguma coisa.
- Tá bom, tá bom, onde você quer chegar com esse papo?
- Eu quero chegar no seguinte: essa estória de Homem-Aranha, é balela. Mesmo sendo meio aranha, o cara não ia ficar com aquele poder todo.  Eu não nego que o bicho tenha lá seus truques de jogar teia e tal, mas não é suficiente pra te dar superpoderes.
- Não vou nem argumentar. Se você tá falando, tá falado.
- E tem mais: o Duende Verde  virou o que é só usando a cuca, entende? Não precisou ser picado por bicho nenhum.
- Tá legal, o Duende é o cara.
- É isso aí. O Duende é o cara, ou é o pai do cara, dependendo do Duende que a gente  está falando... Por que tem o pai que fez a parada toda e o filho que seguiu o legado, tá ligado?
- Tá bom, ta bom, tá bom....

Nenhum comentário: